canguru ergonômico, canguru, ergonômico, carregador ergonômico, sling, mochila ergonômica, ergobaby, mochila evolutiva

O bebê humano nasce bastante imaturo se comparado a outros animais. Em geral, só conseguem engatinhar a partir do oitavo mês de vida. Portanto, mesmo fora do útero, o bebê humano precisa ser transportado. Essa fase é conhecida como gestação exterior (gestatio=transportar). Para o recém nascido, o contato com o cuidador é fundamental para regular a temperatura corporal do bebê, sua respiração e até mesmo seu batimento cardíaco. Ou seja, o bebê humano depende de colo e contato para um bom desenvolvimento intelectual, motor, psicológico e emocional.

 

É justamente para dar suporte a essas necessidades dos bebês, e liberdade para os cuidadores, que os carregadores de bebê foram desenvolvidos. Os Slings foram e são até hoje utilizados em diversas culturas, como a africana, a indígena americana, a oriental e a andina, como uma forma dos indivíduos adultos manterem suas atividades sociais ao mesmo tempo que cuida do bebê.

 

Por tudo isso, a Dona Chica se orgulha em ajudar a difundir o uso dos Slings no Brasil, promovendo a criação com apego e autonomia.

 

IMPORTANTE - COMO CARREGAR OS BEBÊS COM SEGURANÇA

 

  • Slings são facilitadores de colo, não têm a finalidade de "amarrar" firmemente o bebê a quem o carrega. Eles dão um maior apoio, liberando as mãos para que as mães realizem outras tarefas enquanto estão com seus bebês. Principalmente com os bebês menores, é sempre bom dar um apoio com as mãos para as costas e cabecinha do bebê.

  • Observe o posicionamento da coluna e respeite a posição natural do bebê, parecida com a posição fetal. As pernas devem estar dobradas em “M” com joelhos mais altos que a linha do quadril e a coluna em “C”

  • Nunca cubra totalmente a cabeça do bebê com o sling e observe se suas vias respiratórias estão livres.

  • Não deixe o bebê com as pernas penduradas para baixo, preso pela virilha.

  • A posição “de frente para o mundo” não é recomendada porque não é ergonômica.

  • A responsabilidade pelo correto uso e segurança do bebê é de quem o carrega. Siga as instruções e sempre observe as reações do bebê.